Centro Interpretativo da História do Bacalhau

4,00 €

Sumário

Está por explicar esta coisa tão portuguesa de viajar até ao fim do mundo para apanhar o almoço de todos os dias. Está por explicar como é que inúmeras gerações de portugueses arriscavam e perdiam a vida nos mares mais inóspitos do mundo para fazer uma cebolada. O peixe da distante Terra Nova e da Gronelândia há muito que é parte da nossa gastronomia...




Aberto diariamente - 10.00 - 19.00


Ultima admissão -18.30

* Campos obrigatórios

4,00 €

Centro Interpretativo da História do Bacalhau

Faça duplo clique na imagem para a ver na integra

Diminuir
Aumentar

outras imagens do produto

Detalhes

Está por explicar esta coisa tão portuguesa de viajar até ao fim do mundo para apanhar o almoço de todos os dias. Está por explicar como é que inúmeras gerações de portugueses arriscavam e perdiam a vida nos mares mais inóspitos do mundo para fazer uma cebolada. O peixe da distante Terra Nova e da Gronelândia há muito que é parte da nossa gastronomia mas, sobretudo, da nossa cultura popular. Sendo uma das atrações da zona ribeirinha de Lisboa, o Centro Interpretativo da História do Bacalhau vai nascer em 2020 no Terreiro do Paço para falar sobre as razões que levaram os portugueses a navegar meses para apanharem um peixe – o bacalhau. É um espaço de homenagem ao bacalhau, enquanto símbolo da gastronomia, da cultura e da história de um país que, há muito, pensa global. Irá lembrar as gerações de marinheiros e pescadores e explicar a maneira de ser de um povo sempre pronto a oferecer o que tem e ir até ao fim do mundo buscar o que lhe falta. Ao longo de vários núcleos expositivos, o visitante pode assistir ao início da odisseia de um povo que se lançou nos ‘mares do fim do mundo’, descobrir como nasceu o mito do ‘fiel amigo’ à mesa ou perspetivar o futuro do bacalhau, o seu consumo, a pesca e novas formas de o cozinhar.

Aberto diariamente - 10.00 - 19.00

Ultima admissão -18.30